Busca no BLOG

sábado, 18 de junho de 2011

HÁ EXATOS 6 ANOS BRAGANTINO RETORNAVA A ELITE DO FUTEBOL PAULISTA

VITÓRIA SOBRE O JUVENTUS, NA RUA JAVARI, GARANTIU ACESSO DO MASSA BRUTA
Em pé: Alê, Júnior, Carlos Eduardo, Wagner, Belém, Léo, Bia, Ricardo, Luiz Henrique, Célio, Dr. Ronei e Benê Lima.
Agachados: Adãozinho, Zeziel, André Gaspar, David, Edu, André, Fernando e Brasília.

FOTO: SÍLVIO LOREDO
Sábado, 18 de junho de 2005. Há exatos seis anos, coincidentemente, também em um sábado, o Bragantino vencia o Juventus, na Rua Javari, em São Paulo, por 3 a 1 e conquistava o direito de retornar a Série A1 do Campeonato Paulista de onde esteve ausente desde 1995.

Acompanhe na íntegra a matéria deste jogo, publicada no Bragança Jornal Diário (BJD) de 21/06/2005:

O sonho tornou-se realidade: Bragantino na 1ª Divisão
Após o susto, Bragantino vira o jogo, vence o Juventus em São Paulo, e volta a divisão maior do futebol paulista
   O Bragantino dependia, apenas e tão somente, de uma vitória contra o Juventus, em São Paulo, na última rodada da segunda fase do Campeonato Paulista da Série A2. E o que para muitos seria quase impossível, aconteceu. Final de jogo: Juventus 1 x 3 Bragantino, e o Braga de volta a Primeira Divisão do futebol paulista.
   Com esse resultado a equipe chega ao seu terceiro acesso no futebol de São Paulo (1965, 1988, 2005) e, mais uma vez enche o torcedor de entusiasmo e otimismo.
JOGO DIFÍCIL
   Quem esperava que o Juventus pudesse facilitar as coisas para o Bragantino, devido a sua classificação antecipada, se enganou. Mesmo poupando alguns de seus titulares e não contando com Leandrinho e Tobi, suspensos, o “Moleque Travesso” quase que apronta pra cima do “Massa Bruta”.
   Logo aos 2 min, Lima teve liberdade no meio campo, avançou até a entrada da área e chutou forte, no canto esquerdo baixo de Alê, que não conseguiu defender. Juventus 1 a 0.
   O semblante do torcedor bragantino, que esteve em bom número na Rua Javari, mostrava preocupação. Preocupação que durou pouco mais de 10 minutos, pois aos 13, Adãozinho, em perfeita cobrança de falta, empatou a partida.
   A partir do gol, o Bragantino dominou o jogo. Léo desperdiçou uma grande oportunidade ao errar a finalização, após cruzamento de Zeziel. O mesmo Léo, aos 24 min, errou uma cabeçada. O nervosismo tomava conta da equipe e do torcedor.
   Aos 39 min, foi a vez de Edu cabecear uma bola contra a trave de Carlão, goleiro juventino. Ainda na primeira etapa mais uma chance foi desperdiçada pelo lateral Luis Henrique.
2° TEMPO: A VIRADA E O ACESSO
   Para não depender de um tropeço do Comercial (que enfrentava o Araçatuba) os jogadores do Bragantino voltaram para o segundo tempo empenhados na conquista da vitória.
   O que não estava nos planos, nem mesmo do treinador Marcelo Veiga, era que sua equipe ficasse com um homem a menos em campo. Luis Henrique foi expulso, após entrada violenta em Emerson. Taticamente, o Bragantino teve que se reformular, e o Juventus cresceu no jogo. Alê, goleiro do Bragantino, praticou defesas importantes, que garantiam o placar igual na partida.
   A entrada de Fernando deu novamente estabilidade ao meio campo do Bragantino. Aos 20 min, aconteceu o gol da virada. Após cobrança de escanteio, pelo lado direito do ataque, o “pequeno” Edu marcou de cabeça, para a festa do torcedor bragantino.
   Mas o melhor ainda estava por vir. Aos 33 min, o “iluminado”, Adãozinho, marcou de cabeça. Bragantino 3 x 1 Juventus.
   Os minutos finais foram de muita festa, e a Rua Javari se transformou no cenário da festa do Bragantino. (Sílvio Loredo)


 
FICHA TÉCNICA


EQUIPES


JUVENTUS         1

BRAGANTINO        3

Carlão; Anderson (J.Paulo), Luiz Carlos, Gilvan e Rodnei; Gilmar (Ivan), Renatinho (Renan), Fabiano e Emerson; Fabiano e Lima.
Alê; Bia, Eduardo, Júnior e Luis Henrique; Célio, Gaspar (Fernando), Adãozinho e Zeziel; Edu e Léo (Davi) (Ricardo).

Téc: EDU MARANGON
Téc: MARCELO VEIGA

CAMPEONATO PAULISTA 2005 – SÉRIE A2 – 2ª FASE
GRUPO 3 – ÚLTIMA RODADA
LOCAL: Estádio Conde Rodolfo Crespi (na Rua Javari), em São Paulo, sábado (18/06/2005).
ÁRBITRO: Rodrigo Martins Cintra, auxiliado por Francisco Rubens Feitosa e Marco Antonio Monteiro Bagatella.
GOLS: Lima, aos 2’; Adãozinho, aos 13’ (1° tempo). Edu, aos 20’, Adãozinho, aos 33’ (2° tempo).
CARTÕES AMARELOS: Rodnei, Renatinho e Fabiano (Juventus). Célio e Léo (CAB).
CARTÃO VERMELHO: Luis Henrique (CAB).