Busca no BLOG

sábado, 19 de novembro de 2011

TREZE ANOS DE ESPERA... E TUDO INDICA QUE FICAREMOS AO MENOS MAIS UM

BRAGANTINO FOI REBAIXADO PARA A SÉRIE B EM 1998

Há treze anos o Bragantino disputava sua última partida no Campeonato Brasileiro da Série A. No dia 12 de novembro daquele ano, já matematicamente rebaixado para a Série B, 388 torcedores acompanharam, no então estádio Marcelo Stefani, o empate em 0 a 0 entre o Braga e o Vitória-BA. O Massa Bruta era comandado por Sérgio Cosme, que substituiu Heron Ferreira durante a competição.

De lá para cá, quanta história...

Em 1999 o time teve três treinadores na Série B: Celso Teixeira, Eli Carlos e Jair Pereira. 22 foram os clubes participantes e o Braga terminou na 12ª colocação.

Em 2000, na Copa João Havelange, Eli Carlos foi o treinador e o Braga não passou da primeira fase. Foram 17 jogos, com duas vitórias, onze empates e quatro derrotas.

Em 2001 o comando na Série B esteve nas mãos de Nei Pandolfo e mais uma vez Jair Pereira. Uma modesta 16ª colocação, com 28 participantes.

Em 2002 o time despencou. Uma parceria mal sucedida com o Vasco custou ao clube a queda para a Série C. Jaílson Guimarães e Ernesto Paulo dirigiram a equipe que terminou o campeonato na última colocação. Guardadas as devidas proporções, o Braga foi uma espécie de "Duque de Caxias" de 2011 em 2002.

Na Série C de 2003, Carlos Rabello quase conseguiu levar o time de volta a Série B. Faltou pouco. O Santo André ficou com a vaga.

Durante três temporadas (2004-2005-2006) o Braga foi um time sem divisão a nível nacional. Não tinha uma vaga assegurada e muito menos como conquistá-la.

Uma vaga para a Série C de 2007 foi conquistada com o vice campeonato da Copa FPF em 2006. Quantos não choraram o título perdido em casa para a Ferroviária de Araraquara, naquele 25 de novembro.

Mas parece até ironia. O choro triste de 2006 se transformou em choro de emoção e felicidade em 2007. O Bragantino voltou a disputar uma competição a nível nacional: a Série C do Campeonato Brasileiro. Roberval Davino e Marcelo Veiga conduziram o Bragantino ao título alcançado no dia 28 de novembro.

Novamente na Série B, Marcelo Veiga comanda a equipe seguidamente nos anos de 2008, 2009, 2010 e agora em 2011. Sempre com muitas dificuldades, principalmente financeiras, o Bragantino conseguiu se manter vivo. A chama jamais se apagou...

Agora, passados 13 anos, e o C.A. Bragantino mais vivo e forte do que nunca estava prestes a retornar a elite do futebol brasileiro... É isso mesmo, digo: estava, pois a derrota para o ASA, neste sábado a tarde, praticamente elimina a equipe da briga pelo acesso.

Somente um milagre colocará o Braga na Série A de 2012. Vamos aguardar.