Busca no BLOG

sábado, 10 de dezembro de 2011

BRAGANTINO LANÇA PACOTE PROMOCIONAL DE INGRESSOS

NOVIDADE MAIOR SERÁ A AQUISIÇÃO DA CAMISA OFICIAL GRATUITAMENTE

Na próxima quarta-feira, 14, será lançada pelo Bragantino a campanha promocional da venda de pacotes antecipados de ingressos para os nove jogos que o clube fará como mandante no Campeonato Paulista 2012. No pacote estão incluídos os jogos contra Palmeiras, Portuguesa e São Paulo.

Uma entrevista coletiva, com as presenças do presidente Marco Chedid e do vice-presidente de marketing, Edivaldo Ferraz, devem marcar o lançamento da campanha.

A principal novidade para o torcedor nesta campanha será que, ao adquirir o pacote, ele ganha na hora a nova camisa oficial do clube.

O valor do pacote será inferior ao da camisa que, separadamente, não será encontrada para ser comprada por menos de R$ 120.

O torcedor também pode encarar a promoção sob outro enfoque. Ele compra a camisa do Braga, com desconto, e ainda ganha os ingressos para os nove jogos do time no Paulistão.

A exemplo do que já aconteceu este ano, o torcedor terá a opção de parcelar em até 6 vezes no cartão de crédito a aquisição de seu pacote.

Os ingressos mais baratos para os jogos do Bragantino no Paulistão 2012 custarão R$ 40,00 para o setor de arquibancadas descobertas e R$ 20,00 a meia entrada para o mesmo setor.

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

BRAGANTINO TEM NOVO FORNECEDOR DE MATERIAL ESPORTIVO

A EMPRESA KANXA ESTÁ DE VOLTA AO CLUBE

O presidente do Bragantino, Marco Chedid, confirmou o novo fornecedor de uniformes do clube. É a Kanxa, uma das mais respeitadas no País, que está no ramo de materiais esportivos há 25 anos.

A empresa produziu material esportivo para o Bragantino na década de 90 e retorna após longo período.

A apresentação oficial do novo uniforme ainda não está definida, mas tudo infica que acontecerá nos primeiros dias do mês de janeiro.

A marca Kanxa está presente em todo o Brasil e veste times profissionais e amadores com seus uniformes para futebol. Atualmente a empresa fornece os uniformes para os paulistas Ituano, Grêmio Barueri, Americana e Santo André. No futebol brasileiro veste as equipes do Criciúma (SC), Paraná Clube (PR), América (MG), Caxias (RS), Fluminense de Feira (BA) e CRB (AL).

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

MAIS JOGADORES DEIXAM O BRAGANTINO

NESTA QUARTA-FEIRA FOI OFICIALIZADA AS DISPENSAS DE ÉSLEY, LUIS MÁRIO, ANDRÉ ASTORGA E FINAZZI

A exemplo do que aconteceu em 2010,
Astorga mais uma vez deixa a equipe
FOTO: Internet
Dia após dia o Bragantino vai se enfraquecendo com as dispensas anunciadas. Nesta quarta-feira foi a vez de Ésley, Luis Mário, André Astorga e Finazzi se desligarem do clube. Todos tinham o término de seus vínculos contratuais com o Braga, mas pelo que se pode apurar não estavam mais nos planos da comissão técnica, além do padrão salarial de cada um fugir do patamar adotado pelo presidente do clube, Marco Chedid, para a disputa do próximo Paulistão.

A reapresentação do elenco acontecerá em duas etapas. Um grupo se reapresenta no próximo dia 14, enquanto outros e, provavelmente, alguns reforços começam a trabalhar no dia 19.

Os atletas emprestados pelo Palmeiras (Deyvid Sacconi, Luis e Luis Felipe) e Corinthians (Otacílio Neto) também não irão permanecer no clube.

BRAGANTINO É MULTADO E MARCELO VEIGA SUSPENSO

TUDO EM VIRTUDE DE UM COPO D'ÁGUA NO JOGO CONTRA O ASA-AL E DO ATRASO CONTRA O PARANÁ

Em julgamento realizado no final da tarde desta quarta-feira, pela Terceira Comissão Disciplinar do STJD o Bragantino e o técnico Marcelo Veiga não conseguiram ser absolvidos conforme solicitado pela defesa do clube elaborada pelo advogado, Dr. Paulo Rubens.

Por unanimidade de votos o clube foi multado em R$ 100 (cem reais) devido ao copo d'água arremessado contra o treinador do ASA-AL, Vica, no jogo diante da equipe arapiraquense.

Também de forma unânime o clube foi multado em R$ 10 mil devido ao atraso provocado na partida contra o Paraná, no entendimento dos auditores, na última rodada da Série B.

O técnico Marcelo Veiga recebeu uma punição de seis jogos de suspensão (deve cumprir em competições nacionais) e uma multa de R$ 500 (quinhentos reais), pois na visão dos auditores, ele como treinador da equipe deveria ter tomado uma decisão mais rápida em relação a situação do goleiro da equipe, que demonstrou estar contundido.

Todas as penas aplicadas são passíveis de recurso junto ao Tribunal Pleno do STJD.

MARCELO VEIGA PODE PEGAR ATÉ 12 JOGOS DE SUSPENSÃO

PENA PODE SER APLICADA PELO FATO DO TREINADOR TER DEMORADO PARA DEFINIR QUEM SERIA O GOLEIRO TITULAR CONTRA O PARANÁ, NA ÚLTIMA RODADA


A demora para definir quem seria o goleiro titular do Bragantino na partida contra o Paraná, pela última rodada do Brasileiro da Série B pode custar uma suspensão ao técnico do Massa Bruta, Marcelo Veiga. Ele foi enquadrado no artigo 243-A do CBJD, por “atuar, de forma contrária à ética desportiva, com o fim de influenciar o resultado de partida”. A Procuradoria acredita que essa medida tinha como objetivo ter melhor conhecimento dos demais resultados, que poderiam influenciar nos objetivos do clube paulista.

Sendo o trienador pode ser multado de R$ 100 a R$ 100 mil, além de suspensão de seis a 12 partidas.

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

DESMANCHE A VISTA... CUIDADO BRAGANTINO!!!

GOLEIRO GILVAN FOI O PRIMEIRO A SE DESLIGAR OFICIALMENTE DO CLUBE

Os jogadores do Bragantino seguem de férias, mas aos poucos alguns deles começam a ser anunciados por outras equipes, como foi o caso do goleiro Gilvan. Ele acertou com o Red Bull, clube que irá disputar o Campeonato Paulista da Série A2.

Gilvan trocou o Bragantino pelo Red Bull que disputa
a Série A2
FOTO: Internet
Gilvan sempre foi titular absoluto desde que assumiu a vaga do então titular Gléguer, durante o Paulistão de 2008. Foram 207 partidas com a camisa do Bragantino e por várias vezes capitão do time. Aos 31 anos, ele era o atleta que tinha mais tempo dentro do clube.

O presidente do clube, Marco Chedid, já havia adiantado na semana passada, em entrevista a FM 102 que o clube ñão irá cometer loucuras, nem nas contratações, nem nas renovações.

Mais uma vez a política do futebol barato deverá prevalecer o que aumenta a preocupação do torcedor. Outros atletas podem se desligar do clube nos próximos dias são os casos de Marcinho, que tem uma proposta do Goiás, André Astorga, que pode estar se transferindo para outro clube da Série A1 do futebol paulista, Lincom e Romarinho.

Destes quatro, apenas Romarinho tem contrato vigente com o Bragantino.

JÚNIOR LOPES FOI APENAS ADVERTIDO

ELE HAVIA SIDO EXPULSO CONTRA O DUQUE DE CAXIAS-RJ

Júnior Lopes foi apenas advertido em
julgamento, nesta terça-feira
FOTO: Site do Bragantino
O zagueiro Júnior Lopes, do Bragantino, foi apenas advertido em julgamento realizado pela Segunda Comissão Disciplinar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva(STJD), nesta terça-feira, e não terá que cumprir suspensão em 2012 em competições nacionais.

O jogador foi expulso contra o Duque de Caxias, na goleada por 6 a 2. De acordo com o árbitro Wagner Reway, ele agarrou um adversário da equipe fluminense, levou o segundo amarelo e foi expulso.

Ele foi denunciado no artigo 250 do Código Brasileiro da Justiça Desportiva (CBJD), acusado de "praticar ato desleal ou hostil durante a partida". No entanto, os auditores decidiram apenas advertir o jogador.

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

BRAGANTINO COM PROBLEMAS NO STJD

EQUIPE PODE SER MULTADA AUMENTANDO AINDA MAIS O PREJUÍZO PELA NÃO CONQUISTA DO ACESSO.

Fechando a temporada 2011 o Bragantino terá mais uma difícil batalha, desta vez fora das quatro linhas, nesta quarta-feira, a partir das 17 horas. Na pauta da Terceira Comissão Disciplinar, no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), no Rio de Janeiro, o clube precisará de uma boa defesa para se safar de severas multas devido a alguns incidentes ocorridos nas duas últimas partidas da equipe. Até o técnico Marcelo Veiga corre risco de uma punição severa.

O primeiro fato ocorreu no dia 19 de novembro, quando o Bragantino recebeu o ASA/AL em seu estádio e perdeu por 1 a 0. Segundo o árbitro André Luiz de Freitas, aos 29 minutos do primeiro tempo, logo após o gol marcado por Jorginho, foi jogada água no banco de reservas do time visitante, que atingiu o treinador José Luiz Mauro. Ainda foi informado que a água foi jogada do local onde estavam torcedores do Bragantino.

A Procuradoria enquadrou o clube como infrator do artigo 213, inciso III, do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), por “deixar de tomar providências capazes de prevenir e reprimir lançamento de objetos no campo ou local da disputa do evento desportivo”. A pena prevista é de multa entre R$ 100 e R$ 100 mil.

Jogadores de Paraná e Bragantino perfilados
durante execução do Hino Nacional
sem a presença do goleiro do Massa Bruta
FOTO: Sílvio Loredo
Já na rodada seguinte, quando o Bragantino foi até Curitiba enfrentar o Paraná, em partida que poderia valer o acesso, o time visitante atrasou e muito o início do jogo, previsto para 17h. Mas a bola só rolou às 17h17, “sob a alegação do Bragantino de que seu goleiro titular ter-se-ia machucado durante o aquecimento, fato que teria motivado a demora na definição de quem jogaria”. E além do atraso no primeiro tempo, a equipe demorou dois minutos além do permitido antes do recomeço do jogo após o intervalo. Como era uma rodada decisiva, a pena pode ser maior que a de costume.

O clube foi enquadrado duas vezes no artigo 206 (dar causa ao atraso do início da realização de partida ou deixar de apresentar a sua equipe em campo até a hora marcada para o início ou reinício da partida) do CBJD, com o agravante do parágrafo segundo, o qual aborda que “quando duas ou mais partidas forem disputadas no mesmo horário e verificar-se que o atraso da equipe permitiu ao infrator conhecer resultados de outras partidas antes que a sua estivesse encerrada, a multa será de R$ 10 mil a R$ 100 mil.