Busca no BLOG

segunda-feira, 5 de março de 2012

FALTA NÃO É SINÔNIMO DE VIOLENTO

TERMOS CHEGAM A SER CONFUNDIDOS, MAS SÃO DISTINTOS

O fato do Bragantino ser o time mais faltoso do Paulistão 2012 não o classifica como mais violento da competição. A falta é uma das regras do futebol (regra 12) em um total de 17.

Sendo assim, se ela faz parte da regra, pode ser usada, independente da opinião dos críticos e analistas. Cabe a arbitragem interpretar a quantidade e a intensidade das mesmas, aplicando o que determina a regra (cartões amarelos e vermelhos).

Diego Paulista dá um carrinho na bola,
em disputa com Fumagalli.
A jogada é imprudente, mas não violenta e cabe
ao árbitro interpretá-la.
FOTO: Internet
A reincidência das faltas, fatalmente acarretará na aplicação, por parte do árbitro, do cartão vermelho. Curiosamente, o Bragantino recebeu apenas um cartão vermelho na competição, por reincidência de faltas, aplicado ao zagueiro Murilo Henrique, no jogo contra o Corinthians, no Pacaembu, na 5ª rodada.

No julgamento do atleta ele acabou apenado com uma partida de suspensão, depois de ser denunciado no art 250 do CBJD (praticar ato desleal ou hostil durante a partida). Vejam que nem mesmo a Procuradoria do Tribunal de Justiça Desportiva entendeu que houve violência por parte do zagueiro do Bragantino e, portanto, não o incluiu em tal artigo.

De acordo com o dicionário on line - Michaelis, os termos significam:

FALTA - Ato ou efeito de faltar; infração leve contra o dever, contra a lei; transgressão de uma regra.

VIOLENTO - Que atua com força ou grande impulso; impetuoso; caracterizado pelo emprego da violência ou da força bruta; agitado, tumultuoso; intenso, veemente.