Busca no BLOG

domingo, 24 de abril de 2016

OPINIÃO: ANÚNCIO DO NOVO TREINADOR DO BRAGANTINO É QUESTÃO DE HORAS

OFICIALMENTE LÉO CONDÉ AINDA NÃO SE DESLIGOU DO CLUBE


É inacreditável, mas alguns clubes do futebol brasileiro insistem em trabalhar na contra mão de direção. O Bragantino fez uma ótima primeira fase no Campeonato Paulista da Série A2, mas acabou eliminado, nos pênaltis, para o Batatais, logo nas quartas de final da competição.

Léo Condé deve ser desligado
do comando do Bragantino
nas próximas horas
FOTO: Sílvio Loredo
O resultado e a não concretização do objetivo principal, que era o acesso, mais uma vez colocaram em 'check' o trabalho do técnico Léo Condé a frente do comando do clube.

Condé que já tinha sua demissão pré anunciada antes do jogo contra o Independente de Limeira, na 10ª rodada, no dia 1 de março, com a alegação de que o time não se apresentava bem, apesar dos resultados e da classificação (na ocasião, antes do jogo em Limeira, o Braga era o 3º colocado, com 18 pontos, um a menos que Barbarense e São Caetano).

No entanto, após a vitória neste jogo, com o bom futebol apresentado (venceu, mereceu e convenceu) e a liderança retomada da competição, aqueles que eram contra o trabalho de Condé, passaram a "engolir", mesmo que contrariados em alguns momentos.

Mas, a gota d'água foi a eliminação para o Batatais. Nem mesmo a classificação para a segunda fase da Copa do Brasil foi capaz de reverter tal situação.

Lembram-se da história do Osmar Loss, técnico indicado pelo Corinthians, no ano passado. Quando as partes (treinador e presidente, ou dirigentes) não se entendem ou não se simpatizam, fica muito difícil.

Em alguns momentos, uma das partes (os treinadores) cumpre seu acordo, ou seja, também não tem a coragem necessária de pedir demissão e vir a público explanar tal posição.

No Braga temos alguns exemplos recentes, além de Osmar Loss, Márcio Araújo, Vágner Benazzi, Wagner Lopes e agora Léo Condé. Quem será o próximo? Nos últimos anos, o único que não deixou o presidente descontente foi Marcelo Veiga, independente dos resultados apresentados dentro das quatro linhas (a não ser quando resolveu deixar o clube e se transferir para a Portuguesa, em 2014, mas este já é um assunto superado após quase dois anos).

Uma possível reunião é aguardada para esta segunda-feira, onde deveremos ter apenas a confirmação dos fatos, salvo que uma reviravolta do tamanho da cidade venha a acontecer nas próximas horas. É aguardar e conferir!

*** Quando da publicação deste comentário, Léo Condé ainda era 'oficialmente' o técnico do Bragantino