Busca no BLOG

segunda-feira, 10 de outubro de 2016

FIM DO JEJUM: BRAGANTINO VENCE O CRICIÚMA

DEPOIS DE SEIS DERROTAS CONSECUTIVAS, TIME COMANDADO POR BENÊ LIMA VENCE O CRICIÚMA POR 2 A 0 E VOLTA A ALIMENTAR ESPERANÇAS CONTRA O REBAIXAMENTO

ALAN MINEIRO EM COBRANÇA DE FALTA
FOTO: SÍLVIO LOREDO
Foram seis derrotas consecutivas e trinta e três dias de jejum, sem sequer conquistar um ponto, mas, ao menos momentaneamente, o sofrimento do torcedor se amenizou na noite desta segunda-feira, quando o Bragantino venceu o Criciúma-SC, por 2 a 0 e, mesmo mantendo-se na zona do rebaixamento, voltou a pontuar, atingindo a marca dos 30 pontos na Série B do Brasileiro.

Rafael Grampola foi o autor dos gols da equipe, ambos nos minutos finais da segunda etapa. O primeiro cobrando penalidade máxima aos 38 e o segundo aos 43.
   
PRIMEIRO TEMPO FRACO
Muita disposição e pouca técnica. Assim podemos definir o primeiro tempo de Bragantino e Criciúma. Quem comandou a equipe no banco de reservas foi o preparador físico Benê Lima, pois Marcelo Veiga, suspenso, apenas acompanhou a partida do setor de camarotes.

BRAGA VOLTOU MELHOR PARA A SEGUNDA ETAPA
Ainda no final do primeiro tempo, após a paralisação por falta parcial de energia elétrica, Bruno Pacheco deixou o campo lesionado dando lugar a Fabiano.

A conversa no intervalo parece ter sido produtiva, pois o Braga voltou melhor, agredindo mais. Aos 11 min, André Rocha, também contundido, deu lugar a Anderson Ligeiro, jogador que vem se destacando na equipe que disputa a Copa Paulista. Watson foi recuado para a função de lateral.

O Criciúma chegou a marcar o gol com Thiago Humberto, de cabeça, mas em posição de impedimento, bem assinalado pela arbitragem.

Aos 37 min, Daniel Pereira deu um perfeito passe para Anderson Ligeiro, que invadiu a área e cruzou. Ferron tocou com o braço da bola, no chão e o árbitro marcou o pênalti. Grampola bateu e abriu o marcador, aos 38.

O jogo ficou aberto, pois o Criciúma lançou-se ao ataque. Aos 43, Claudinho passou para Alan Mineiro, que progrediu, passou por Ruan e tocou para Grampola. O atacante fez o pivô, driblou o zagueiro Giaretta e encheu o pé, marcando o segundo.