Busca no BLOG

sábado, 19 de novembro de 2016

BRAGANTINO PERDE PARA O BAHIA E CAI PARA A SÉRIE C

FORAM NOVE PARTICIPAÇÕES CONSECUTIVAS NA SÉRIE B ATÉ O RETORNO A SÉRIE C DE ONDE SAIU, COMO CAMPEÃO, EM 2007


As últimas atuações do Bragantino até que não tem sido das piores, apesar dos resultados continuarem sendo ruins. No entanto, a falta de regularidade ao longo de todo o Campeonato Brasileiro da Série B custaram ao time o rebaixamento, depois da derrota, neste sábado, em Salvador, para o Bahia, por 3 a 2, mesmo ainda faltando uma rodada para o término da competição.

O técnico Estevam Soares segue sem vencer desde que assumiu o comando da equipe, com uma missão quase impossível, desde aquela ocasião.

Empenho, vontade e determinação não faltaram ao time, principalmente depois da chegada de Estevam Soares que, inclusive, promoveu ao time titular vários atletas que disputaram a Copa Paulista, em uma espécie de time B.

JOGO BEM DISPUTADO
O Bragantino não tinha alternativa a não ser vencer o Bahia. Por isso mesmo, iniciou a partida e já teve a primeira finalização aos 3 min, com Anderson Ligeiro, de fora da área. O goleiro Muriel defendeu.

O Bahia encontrava dificuldades para passar pelo bloqueio defensivo do Braga. Aos 11 min, Luiz Antônio arriscou de longe, a bola acertou o travessão e quicou dentro do gol. Bahia 1 a 0, para delírio de mais de 45 mil torcedores presentes na Arena Fonte Nova.

Aos 17, o Bahia ampliou. Luiz Antônio cobrou escanteio, Hernane se antecipou ao marcador e fez de cabeça.

O Bragantino diminui a vantagem do Bahia aos 30 min, depois de um lance inusitado. A zaga do Bahia afastou e a bola bateu no árbitro Devarly Lira do Rosário, sobrando para Vitor. O meia tocou para Rafael Grampola que passou pelos zagueiros, pelo goleiro Muriel e marcou um bonito gol.

Na segunda etapa, a primeira alteração foi do Bragantino. Watson entrou no lugar de Vitor. E foi dele, Watson, o gol de empate, aos 24 min. Edson Sitta fez uma precisa virada de jogo, Watson dominou, invadiu a área, passou por Moisés e bateu rente a trave. Muriel aceitou.

Os minutos finais foram de muita adrenalina. O Braga buscava o gol da virada e o Bahia, demonstrando nervosismo, buscava seu terceiro gol.

Os donos da casa levaram a melhor e Renato Cajá marcou aos 42. Ele recebeu a bola em cruzamento, dentro da área e bateu forte. Renan Rocha nada pode fazer.