Busca no BLOG

domingo, 7 de março de 2010

TORCEDORES PEDEM A SAÍDA DE MARCELO VEIGA

Assim que o Monte Azul empatou o jogo, aos 42 min da etapa final, os torcedores do Bragantino começaram a protestar e parte deles a deixar o estádio. Os protestos tiveram início nas arquibancadas e se estenderam até o portão de entrada do vestiário do Massa Bruta.
O policiamento foi acionado, mas não houve necessidade de intervenção, pois a intenção dos torcedores era apenas de protestar sem qualquer tipo de desordem ou violência.
Os principais alvos desta manifestação foram o atacante Frontini (que chegou a fazer gestos obscenos aos torcedores durante parte do jogo), e o técnico Marcelo Veiga, cujos torcedores pediram sua saída do clube.
Aos gritos de “time de pipoqueiros”, alguns atletas tiveram que deixar o clube por outro portão, a exemplo também do treinador Marcelo Veiga.
Em entrevista coletiva, o técnico Marcelo Veiga demonstrou abatimento e aborrecimento com o protesto dos torcedores, mas garantiu que o time sairá da situação incômoda que está. Pela primeira vez desde que comanda o Bragantino, ele cogitou a possibilidade de deixar o comando do clube ao término do Paulistão. “Vou até o final do Campeonato Paulista e tenho a certeza de que vamos sair desta situação. Depois, antes do brasileiro (da Série B) vamos conversar com o presidente e se o melhor for sair, é ele quem decide.”, afirmou Veiga.
O Bragantino terá uma seqüência difícil de jogos nesta reta final do Paulistão. Faltando seis rodadas serão quatro jogos longe de casa e apenas dois em casa. Pela ordem os jogos são: Ponte Preta (fora), Santo André (fora), São Paulo (em casa), Rio Claro (fora), Grêmio Prudente (casa) e Mirassol (fora).

Um comentário:

  1. Marcelo Veiga já deu o que tinha que dar no Braga... é hora de um novo treinador... e se o Braga quiser ser elite, tem que contratar Jair Picerni.

    ResponderExcluir

Post aqui seu comentário: