Busca no BLOG

domingo, 22 de janeiro de 2012

BRAGANTINO PERDE PARA O PALMEIRAS NA ESTREIA DO PAULISTÃO 2012

TIME CHEGOU AO EMPATE, MAS SOFREU O SEGUNDO GOL NO FINAL

Rafael Santos fez sua estreia no gol do Bragantino
FOTO: Internet

   O Bragantino bem que tentou, mas não conseguiu ao menos empatar com o Palmeiras na estreia da equipe no Paulistão 2012. O empate, que parecia quase certo, escapou aos 39 min da etapa final com o gol marcado por Maikon Leite. Final: Bragantino 1 x 2 Palmeiras. As novas ‘caras’ do time do Braga tiveram atuação discreta na partida, que teve como destaque o chileno Valdívia.

   Algumas falhas, principalmente defensivas, voltaram a acontecer, a exemplo de competições anteriores.

BRAGANTINO COMEÇOU MELHOR

   O Bragantino começou pressionando o Palmeiras. No entanto, praticamente no primeiro ataque do Verdão o time abriu o marcador. Aos 6 min, Marcos Assunção cobrou escanteio com precisão, André Astorga falhou e Leandro Amaro marcou de cabeça. Palmeiras 1 a 0.

Fernando Gabriel e Marcos Assunção disputam o lance
FOTO: Internet
   Aos poucos e com a bola no chão o time do Bragantino envolveu o Palmeiras em boa parte desta primeira etapa. Algumas chances de gol foram desperdiçadas. Em um dos lances Bruno, goleiro do Palmeiras, saiu de forma precisa da meta e dividiu com Léo Jaime, salvando sua equipe.

   André Astorga, de cabeça, também teve a chance de empatar a partida, aos 16 min.

   Da metade desta primeira etapa até o final o jogo ficou mais equilibrado, com o Palmeiras criando novamente chances para ampliar o marcador.

DERROTA NO FINAL

   O primeiro lance de emoção do segundo tempo foi a falta cobrada por Fernando Gabriel e a defesa de Bruno, aos 3 min. Aos 14, Cicinho empurrou Léo Jaime e o árbitro, bem colocado, marcou o pênalti. Wellington cobrou e empatou o jogo no minuto seguinte.

   Aos 17, Valdívia deixou Ricardo Bueno na cara de Rafael Santos. O atacante finalizou mal e perdeu o gol.

   Temeroso com os cartões recebidos por Murilo Henrique, Serginho e Luis Henrique e com a liberdade que Valdívia tinha para jogar, o técnico do Bragantino, Marcelo Veiga, colocou o zagueiro Júnior Lopes no lugar do meia Fernando Gabriel.

   Aos 20, Rafael Santos fez grande defesa em bola desviada por Valdívia, de cabeça, depois de falta cobrada por Marcos Assunção. Logo em seguida, Romarinho deu lugar a Paulo Roberto. No Palmeiras, o técnico Murtosa trocou Ricardo Bueno por Fernandão.

   Quando tudo caminhava para o jogo terminar empatado, Valdívia fez boa jogada pela esquerda e cruzou na medida para Maikon Leite, que entrara dois minutos antes, marcar de cabeça, aos 39 min.

   O cansaço e até certo desentrosamento impossibilitaram a partir deste segundo gol que o Bragantino conseguisse chegar novamente ao empate.