Busca no BLOG

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

BRAGANTINO JÁ NÃO É MAIS UMA EQUIPE EXCESSIVAMENTE FALTOSA

PRIORIDADE PARA O TÉCNICO MAZOLA JÚNIOR É A POSSE E O TOQUE DE BOLA
 
Desde que retornou a Série A1 do Paulistão em 2006 o Bragantino desenvolveu uma característica de jogo que desagradava bastante, não somente os adversários, mas também a crônica esportiva especializada de uma maneira geral. O time ficou rotulado como violento e que só sabia jogar na base do chutão. Dificilmente o Bragantino tinha mais do 40% de posse de bola em uma partida.
Uma das faltas cometidas pelo Bragantino
no Paulistão 2011 no jogo contra o Corinthians
FOTO: Divulgação/Internet
 
No entanto, de uns tempos para cá esta filosofia começou a ser mudada. Sem perder a forma aguerida de jogar, o técnico Mazola Júnior vem mostrando que é possível fazer uma equipe jogar futebol sem cometer um excessivo número de faltas. O exemplo bem claro disso foi o jogo do último sábado, contra o São Caetano.
 
Mesmo sendo pressionado em parte do jogo pelo adversário, o Massa Bruta cometeu apenas sete faltas durante toda a partida (dados fornecidos pela súmula do jogo), um número baixíssiomo em se tratando de uma equipe do interior atuando fora de casa.
 
No geral, até o momento, o Bragantino cometeu 130 faltas, uma média aproximada de 16 faltas por partida. A equipe mais faltosa é a do Botafogo, de Ribeirão Preto, com 160 faltas cometidas (média de 20 por jogo) e a que menos faltas cometeu é o Corinthians, com 99 (média de aproximadamente 12 faltas por partida).
 
Nos campeonatos de 2006 até 2012 o Bragantino sempre foi o time mais faltoso da competição, o que deve deixar de acontecer este ano, pelo menos é o que os números mostram até aqui.

Um comentário:

  1. Agora adivinhe que treina o Botafogo de Ribeirão Preto, o time mais faltoso? Pois é, ele mesmo.. Marcelo Veiga.

    ResponderExcluir

Post aqui seu comentário: