Busca no BLOG

quinta-feira, 10 de março de 2016

BRAGANTINO: A CAMINHO DA CLASSIFICAÇÃO

Falta pouco para que o Bragantino alcance sua classificação a próxima fase do Campeonato Paulista da Série A2.

Voltar a disputar esta divisão, este ano, depois de 10 anos, não seria fácil, apesar de alguns imaginarem o contrário. Como afirmo "imaginarem" vamos aos termos:

Imaginar é um verbo com origem no latim (imaginare) que tem como alguns de seus significados: criar na imaginação, fantasiar.

Ou seja, alguns poderiam fantasiar ou criar uma falsa imagem de que o Bragantino seria campeão invicto da A2, com uma sobra enorme de vantagem sobre seus adversários.

Para piorar o time estreou contra uma equipe em formação e, naquele momento, totalmente desorganizado, o Paulista, em Jundiaí.

Na seqüência, vitória contra o Barretos, com a equipe sendo dominada grande parte do jogo; empate com o Penapolense, com o time estando duas vezes atrás no marcador.

Um ar de 'pressão' pairou sobre o trabalho da comissão técnica, pelo fato do time não estar apresentando um futebol convincente. Léo Condé respondeu que o melhor futebol era uma questão de tempo.

Veio o empate em Campinas, contra o Guarani, as vitórias contra Monte Azul e Santo André, e o empate contra a Portuguesa. O futebol apresentado ainda carecia de uma melhora, apesar dos bons resultados.

Veio a primeira derrota em Mirassol e depois a reabilitação diante do Taubaté.

Alguns exigentes 'torcedores' continuavam 'torcendo o nariz' com o futebol apresentado pelo time. O incomodo de alguns parece que chegou ao conhecimento do treinador, que mandou o recado, sempre educadamente, como lhe é peculiar: "Futebol não é como se fazer um bolo, onde você prepara a massa, põe para assar, tira do forno e come. As coisas nem sempre acontecem como se imagina (olha o verbo imaginar aqui novamente), alguns jogadores se contundem, outros não se apresentam bem em uma determinada partida, problemas de suspensão. Enfim, o futebol é subjetivo neste aspecto."

Mais uma vez Condé mostrou conhecimento de causa, pois a partir da partida seguinte o time engrenou. Vitória soberana em Limeira, diante do Independente, empate em Batatais, com lances polêmicos contrários ao seu time e a vitória soberana sobre o Barbarense, nesta última quarta-feira.

Os resultados seguem aparecendo e agora o time também está rendendo e fazendo por merecer tais resultados.

As críticas ao seu trabalho parecem estar mais distantes e sabedor disso Condé falou na última coletiva após a vitória sobre o Barbarense, deixando a entender que sempre soube o que estava e o que está fazendo a frente do comando da equipe. Alguns torcedores e alguns membros da imprensa talvez tenham se precipitado em algumas críticas e colocações, mas tudo isso faz parte do mundo da bola.

A verdade é que, matematicamente, o Bragantino precisa de mais seis ou sete pontos para se garantir entre os oito melhores que avançam de fase. Somados estes pontos, o time vai atrás das primeiras colocações para conseguir vantagens na seqüência das fases, ou seja, poder decidir em casa a segunda partida, com o apoio de seu fanático e caloroso torcedor.