Busca no BLOG

sábado, 29 de abril de 2017

BRAGANTINO ESTÁ A UM EMPATE DE RETORNAR A SÉRIE A1

TIME FOI SUPERIOR AO ÁGUA SANTA E VENCEU A PRIMEIRA PARTIDA POR 1 A 0 NO 'NABI CHEDID'

EQUIPES PERFILADAS ANTES DO INÍCIO DA PARTIDA
FOTO: SÍLVIO LOREDO
O Bragantino deu um importante passo para marcar seu retorno a elite do futebol paulista, ao vencer neste sábado, o Água Santa, por 1 a 0, em jogo de ida da semifinal do Campeonato Paulista da Série A2.

Com o resultado o time do técnico Alberto precisa de um empate no jogo da volta, na próxima terça-feira, em Diadema, para garantir o acesso e uma vaga na final da competição.

Para o Água Santa somente uma vitória por dois ou mais gols de diferença é que lhe garante a classificação. Uma vitória por diferença de um gol leva a decisão da vaga para as cobranças de penalidades máximas.

BOLA PERSONALIZADA DA PRIMEIRA
PARTIDA ENTRE BRAGANTINO x ÁGUA SANTA
FOTO: DIVULGAÇÃO
Em campo, nesta primeira partida, o que se pode notar foi uma superioridade do Massa Bruta em mais de três quartos do jogo com a bola rolando. Desde os primeiros minutos o time buscou o gol, que não demorou a sair.

Depois de chances com Bruno Oliveira, cobrando falta, aos 9 min, e Edson Sitta, aos 10, exigindo a primeira grande defesa de Richard, goleiro do Água Santa, o Braga abriu o placar aos 11, com Gilberto em uma bela cobrança de falta.

A primeira chegada do Água Santa foi somente aos 25 min, em cobrança de falta de Raphael Toledo, para fácil intervenção de Renan Rocha.

Aos 28, Rafael Chorão deu um passe perfeito para Rafael Grampola que, depois de finalizar na frente de Richard, acabou derrubado pelo goleiro do Água Santa. Pênalti, que o próprio Grampola cobrou, aos 29, para a defesa de Richard.

NOS LANCES DE BOLA PARADA
O BRAGANTINO SEMPRE LEVOU PERIGO 
FOTO: SILVIO LOREDO
O goleiro do Água Santa voltou a aparecer aos 37, em cabeceio de Adriano Paulista. Ele apanhou uma sobra em conclusão de Gilberto, depois de uma cobrança de escanteio e, livre, cabeceou, para a defesa no reflexo do goleiro.

Aos 39, Renan Rocha teve sua primeira participação decisiva a favor do Bragantino, com uma grande defesa em finalização de Patrick Silva.

Na segunda etapa, o Bragantino, já logo aos 4 min, desperdiçou outra boa chance com Adriano Paulista, de cabeça. No minuto seguinte, mais uma oportunidade do Braga ampliar, primeiro com Grampola, que optou por não finalizar e sim rolar a bola para Edson Sitta, que demorou para concluir e acabou tendo a conclusão bloqueada.

A resposta do Água Santa veio aos 10 min, com Everton Sena, pelo lado esquerdo, para outra grande defesa de Renan Rocha.

Com o passar do tempo o jogo foi ganhando em dramaticidade. O Braga sempre buscando o segundo gol e o Água Santa o gol de empate. No entanto, os dois treinadores passaram a pensar no jogo da volta. O Água Santa preocupou-se em não sofrer o segundo e o Bragantino em não sofrer o empate.

Os minutos finais foram de posse de bola e pressão dos visitantes, mas sempre com os lances esbarrando no goleiro Renan Rocha, como aos 42, em grande defesa na conclusão de Raphael Toledo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post aqui seu comentário: