Busca no BLOG

sábado, 9 de setembro de 2017

BRAGANTINO VENCE O TUPI-MG, DE VIRADA, E SE MANTÉM NA SÉRIE C

ALÉM DE VENCER O SEU CONFRONTO, MASSA BRUTA FOI BENEFICIADO COM O EMPATE ENTRE MACAÉ-RJ E TOMBENSE

FABIANO NA MARCAÇÃO DO ATACANTE ADVERSÁRIO
FOTO: LEONARDO COSTA/TUPIFC
O que parecia improvável aconteceu. O Bragantino conseguiu marcar três gols e vencer o Tupi, de virada, em Juiz de Fora-MG, no último sábado, resultado que, acompanhado do empate do Macaé-RJ, garantiu a permanência do time no Campeonato Brasileiro da Série C.

Digo improvável, pois o Braga tinha conquistado, até então, apenas três vitórias na competição e marcado apenas 13 gols em 17 jogos. Pelo retrospecto na Série C, o mais provável era o empate, pois foram nove no total.

Fora de casa, o time havia perdido quatro vezes, empatado três e vencido uma, apenas contra o Mogi Mirim. Nestas quatro derrotas, em todas elas saiu atrás no marcador.

Para piorar as coisas, o Tupi abriu o marcador logo aos 2 min de jogo, com Rafael Teixeira.

ZAGUEIRO GUILHERME NA DISPUTA DE BOLA
FOTO: LEONARDO COSTA/TUPIFC
A partir daí, outro drama. O time precisaria da virada no placar. Fato este conseguido apenas na primeira rodada, diante do Botafogo-SP e, ainda assim, com o jogo terminando empatado em 2 a 2 e disputado em casa.

Ou seja, tudo conspirava para o improvável.

No entanto, o desentrosamento do Tupi, que entrou em campo com seus atletas considerados reservas, acabou ajudando. Os espaços no meio campo e a desatenção defensiva facilitaram as coisas para o Braga, que chegou ao empate com Matheus Peixoto, aos 14 min.

Com o empate, o Bragantino voltou para o jogo e também a ter mais tranquilidade para buscar a virada.

Aos 33, Gilberto marcou, de cabeça, depois de uma cobrança de escanteio e falha do goleiro Ricardo Villar.

KELLYTON SUBSTITUIU A BRUNO OLIVEIRA NO ÚLTIMO JOGO
DA TEMPORADA DO MASSA BRUTA

FOTO: LEONARDO COSTA/TUPIFC
A vitória, praticamente foi consolidada na etapa final, aos 23 min, quando Guilherme Mattis, também de cabeça, marcou o terceiro.

No final, o Tupi descontou com Romarinho, aos 41, mas não encontrou forças para igualar o marcador.

O Bragantino fez sua parte, o que muitos já não acreditavam, e aguardou o término do jogo em Macaé. Com um jogador a mais o time da casa pressionou bastante, mas o Tombense-MG se defendeu como pode e segurou o 0 a 0 no marcador, o que lhe garantiu uma vaga na próxima fase e o rebaixamento do Macaé-RJ.

MARCELO VEIGA MUDA O TIME PARA A DECISÃO

MARINO E FABIANO, QUE CUMPRIRAM SUSPENSÃO NA RODADA PASSADA DEVEM SER AS NOVIDADES. BRUNO OLIVEIRA E FELIPE SILVA ESTÃO FORA

DEPOIS DE CUMPRIR SUSPENSÃO,
MARINO DEVE SER UMA DAS NOVIDADES DO TIME
PARA A DECISÃO DESTA TARDE EM JUIZ DE FORA
FOTO: RAFAEL MOREIRA
A delegação do Bragantino já está na região da Zona da Mata mineira desde a última quinta-feira e o técnico Marcelo Veiga, por um lado, ganhou duas importantes peças para a partida decisiva de logo mais. O lateral esquerdo Fabiano e o meio campo Marino, que cumpriram suspensão diante do Joinville, estão à disposição e tudo leva a crer que estarão entre os titulares.

Por outro, o lateral Bruno Oliveira não viajou com a delegação, pois estava acertando sua transferência para o Bahia. A janela de contratações para a Série A se encerrou no dia de ontem (sexta-feira). Assim, Kellyton deve aparecer como titular na lateral direita.

NO ANO PASSADO, EDSON SITTA MARCOU
O GOL DA VITÓRIA NA PARTIDA
CONTRA O TUPI, EM JUIZ DE FORA,
PELA SÉRIE B DO BRASILEIRO
FOTO: RAFAEL MOREIRA
O atacante Felipe Silva, que perdeu a condição de titular desde a chegada de Veiga, recebeu o terceiro cartão amarelo diante dos catarinenses e cumpre suspensão, sendo o único desfalque para a decisão desta tarde.

Veiga preferiu não adiantar a provável formação que irá mandar a campo.

Com Fabiano retornando a lateral esquerda, Samuel volta a ficar como opção. Já o provável retorno de Marino deve acontecer na vaga de Adriano Paulista ou Anderson Ligeiro. Se for considerada a atuação na partida contra o Joinville, está mais para Anderson Ligeiro ficar de fora. Nas demais posições, a tendência é para a manutenção dos mesmos que atuaram na rodada passada.

VENCER E TORCER - BRAGANTINO PRECISA DA VITÓRIA ESTA TARDE, EM JUIZ DE FORA, CONTRA O TUPI-MG

VENCER O CLASSIFICADO TUPI, FORA DE CASA E TORCER POR TROPEÇO DO MACAÉ-RJ, EM CASA CONTRA O TOMBENSE, É A MISSÃO DO MASSA BRUTA PARA SE MANTER NA SÉRIE C

O Bragantino encerra neste sábado sua participação no Campeonato Brasileiro da Série C precisando vencer o Tupi-MG, fora de casa, e torcendo para um tropeço do Macaé-RJ, adversário direto na luta contra o rebaixamento para a Série D. As duas equipes estão empatadas com 18 pontos, com o time carioca levando vantagem no número de vitórias. Até o empate pode ser benéfico ao Massa Bruta, desde que o Macaé-RJ venha a ser derrotado.

Em caso de vitória do time carioca, o Bragantino estará rebaixado, independente do resultado de seu jogo.

De acordo com as probabilidades estatísticas (chancedegol.uol.com.br) o Massa Bruta tem 73,4% de chances de ser rebaixado, contra 26,6% do Macaé-RJ.

Tupi-MG x Bragantino se enfrentam no estádio municipal Mário Helênio, em Juiz de Fora, enquanto o Macaé-RJ recebe o Tombense-MG, em Macaé. Os dois jogos, assim como todos os demais do Grupo B, têm seu inicio programado para 17 horas.

domingo, 3 de setembro de 2017

BRAGANTINO BUSCA A VITÓRIA PARA SE MANTER VIVO NA SÉRIE C

ADVERSÁRIO SERÁ O JOINVILLE QUE AINDA TEM REMOTAS CHANCES DE CLASSIFICAÇÃO PARA A SEGUNDA FASE. TRÊS PONTOS TIRAM O MASSA BRUTA DA ZONA DE REBAIXAMENTO

Depois do jogo decisivo contra o Água Santa, na semifinal do Campeonato Paulista da Série A2, o Bragantino volta a enfrentar uma decisão, no estádio Nabi Chedid. Só que desta feita a decisão não vale o acesso, mas sim a possibilidade de permanência no Brasileiro da Série C.

Depois da vitória do Mogi Mirim contra o Macaé, na tarde de ontem (sábado), o Bragantino precisa vencer o Joinville, neste domingo, 15 horas, para deixar a zona de rebaixamento e seguir para a última rodada da fase dependendo apenas de suas próprias forças para evitar o que seria o segundo rebaixamento consecutivo no Campeonato Brasileiro. No ano passado o Braga foi rebaixado da Série B para a Série C.

Ao longo das 16 rodadas já disputadas, o Braga venceu apenas três vezes, duas ainda sob o comando do técnico Alberto. No demais, foram oito empates e cinco derrotas.

O principal problema da equipe ao longo da competição tem sido a ausência de gols. O time marcou apenas 12 vezes, sendo cinco destas contra o Mogi Mirim, somados os resultados dos dois confrontos (4 x 2 e 1 x 0).

A partida deste domingo marca a reestreia, em casa, do técnico Marcelo Veiga no comando da equipe. Ele dirigiu o time no empate contra o líder São Bento, na rodada passada.