Busca no BLOG

quarta-feira, 5 de julho de 2017

BRAGANTINO CONTRATA MEIO CAMPO MARINO

JOGADOR DE 31 ANOS ESTAVA ATUANDO EM CLUBE DA SEGUNDA DIVISÃO DA TURQUIA E FICARÁ NO BRAGANTINO ATÉ O FINAL DA SÉRIE C

MARINO QUANDO DE SUA APRESENTAÇÃO PARA DEFENDER
O BANDIRMASPOR, NA TURQUIA
FOTO: DIVULGAÇÃO
Diferente de algumas contratações consideradas apostas pelo clube, o Bragantino acertou a contratação, por empréstimo, na última quarta-feira, do meio campo Marino, 31 anos, que estava atuando no futebol da Turquia, no Bandirmaspor, clube que disputa a segunda divisão nacional.

Marino tem seus direitos federativos vinculados ao São Bernardo, que o emprestou ao Massa Bruta até o final do Brasileiro da Série C. Nestes últimos dias ele já tem treinado com os demais companheiros e, se regularizado a tempo, poderá fazer sua estréia neste sábado, contra o Tupi-MG, na vaga de Edson Sitta, que está suspenso pelo terceiro cartão amarelo.

Ele é natural de São Manoel-SP, e já atuou pelas seguintes equipes: Osasco, Oeste, Icasa-CE, Atlético-GO, Sport Recife, Sampaio Corrêa-MA, Náutico, Ceará e São Bernardo.

Marino trabalhou no Paulistão do ano passado sendo comandado por Roberto Fonseca, atuando na função de segundo volante e, na ocasião, marcou quatro gols na competição.

terça-feira, 4 de julho de 2017

ROBERTO FONSECA É O NOVO TREINADOR DO BRAGANTINO

JUNTO COM ELE CHEGAM O AUXILIAR ROBERTO FONSECA JÚNIOR E O PREPARADOR FÍSICO GESIEL PASIANI

O Bragantino ficou poucas horas sem um comandante para a sua equipe. Após a demissão do técnico Alberto, confirmada oficialmente na tarde desta terça-feira, no início da mesma noite já estava concretizada a contratação de seu substituto. Trata-se de Roberto Fonseca, 55 anos, que teve como último clube o Cuiabá-MT, que também disputa a Série C do Brasileiro.

À frente da equipe mato-grossense, Fonseca disputou 34 partidas, conquistando 14 vitórias, 14 empates e seis derrotas. Um aproveitamento na casa dos 55%. Ele assumiu a equipe na nona rodada da Série C do ano passado, na última colocação e conseguiu salvar a equipe do rebaixamento, sofrendo apenas uma derrota no returno.

Este ano conquistou o título do Campeonato Mato-grossense, chegou a terceira fase da Copa do Brasil, após eliminar a Ponte Preta, mas acabou demitido depois da quinta rodada da Série C, quando sua equipe ainda não havia conquistado nenhuma vitória.

Junto com Roberto Fonseca chegam ao Bragantino o auxiliar Roberto Fonseca Júnior e o preparador físico Gesiel Pasiani.

ALBERTO NÃO É MAIS O TÉCNICO DO BRAGANTINO

ANÚNCIO OFICIAL SOBRE O DESLIGAMENTO DO TREINADOR SAIU NA TARDE DESTA TERÇA-FEIRA

Os últimos resultados do Bragantino no Campeonato Brasileiro da Série C acarretaram na demissão do técnico Alberto, nesta terça-feira.

Após a derrota para o Joinville, no último domingo, a delegação retornou a Bragança chegando na madrugada de segunda-feira, quando todos ganharam o dia de folga.

Nos bastidores, os comentários sobre uma possível saída do treinador foram ganhando força, chegando até o seu conhecimento no final do dia de ontem (segunda-feira).

Sendo assim, Alberto levou ao conhecimento do diretor de futebol do clube, Clayton Vieira, que, como estava fora dos planos do presidente para uma sequência de trabalho, não havia porque comandar o time no jogo treino contra os reservas do Corinthians, programado para a manhã desta terça-feira.

Participaram deste jogo treino aqueles que atuaram apenas em parte do jogo em Joinville e os que não atuaram, com exceção do goleiro Renan Rocha. O jogo treino terminou com a vitória do Corinthians, por 6 a 1.

No período da tarde, no horário marcado para a reapresentação, Alberto compareceu ao estádio, já oficialmente desligado do clube, apenas para se despedir de todos.

Diferentemente do publicado em alguns sites e redes sociais, o técnico do Bragantino não colocou seu cargo à disposição e tão pouco aconteceu alguma reunião entre ele e o presidente Marco Chedid, para a definição de sua demissão.

Junto com Alberto deixam o Bragantino o auxiliar Alex Afonso e o preparador físico Nelsinho Tamburus.

O Bragantino volta a campo no próximo sábado, 16 horas, diante do Tupi, em Bragança e a expectativa a partir de agora fica em torno para o anúncio do nome do novo treinador.

domingo, 2 de julho de 2017

BRAGANTINO PERDE PARA O JOINVILLE E ENTRA NA ZONA DO REBAIXAMENTO

SÃO QUATRO JOGOS SEM VENCER E TRÊS SEM MARCAR GOLS. NO PRÓXIMO SÁBADO O ADVERSÁRIO SERÁ O TUPI, DE JUIZ DE FORA-MG, NO 'NABI CHEDID'

WELLINGTON CRIOU ALGUMAS BOAS JOGADAS, MAS NÃO CONVERTIDAS EM GOL
FOTO: RAFAEL MOREIRA/BRAGANTINO
O Bragantino conheceu sua terceira derrota (a segunda consecutiva) no Campeonato Brasileiro da Série C, na tarde deste domingo, em Joinville, por 2 a 0, diante do JEC. O resultado levou para quatro o número de jogos do Massa Bruta sem vitória na competição e, de sobra, colocou a equipe na zona do rebaixamento. Dos últimos 12 pontos disputados o Braga conquistou apenas dois.

Como era de se esperar o time da casa iniciou a partida pressionando o Bragantino. Com a estréia de um novo treinador a equipe partiu para cima tentando definir o resultado logo nos primeiros minutos.

No entanto, a primeira boa chegada foi do Bragantino, com Roberto Pitio desperdiçando ao errar o cabeceio. Aos 8 min, no ataque seguinte, foi a vez do JEC assustar a meta defendida por Renan Rocha.

Aos 21, Grampola obrigou o goleiro do Braga a praticar grande intervenção. Dois minutos depois, Vitor arriscou de fora da área e Jhonatan defendeu.

De tanto insistir o JEC abriu o marcador e com ele: Rafael Grampola. Aos 28, ele recebeu o passe longo de Fernandinho, dominou, ganhou em velocidade na diagonal, invadiu a área e bateu cruzado, de perna esquerda, para a irritação do goleiro Renan Rocha.

Para a segunda etapa o Braga voltou com Anderson Ligeiro no lugar de Roberto Pitio. A alteração melhorou o poderio ofensivo do time, mas ainda não o suficiente para chegar ao gol de empate.

Aos 11, em outro lance de desatenção, Buiu fez o cruzamento e Ricardo Lobo desviou de cabeça para marcar o segundo.

Alberto ainda tentou de todas as formas deixar seu time mais ofensivo. Raphael Toledo e Giva entraram nos lugares de Adenilson e Vitor, mas as alterações não resultaram ao menos para que o marcador fosse diminuído.